Não será sancionado, diz Bolsonaro sobre aumento do "fundão eleitoral"
Após polêmica com a LDO, Presidente defendeu veto em respeito aos trabalhadores e aos contribuintes
Publicado em 20 de julho de 2021
Compartilhar
A- A A+

O presidente Jair Bolsonaro disse que deverá vetar o aumento no fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões aprovado, na quinta-feira, pelo Congresso na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022.  “Posso adiantar para você que não será sancionada”, disse o presidente em entrevista exclusiva para a Rádio Nacional da Amazônia, que teve trechos exibidos no programa A Voz do Brasil desta segunda-feira. 

“A tendência nossa é não sancionar isso daí em respeito aos trabalhadores, ao contribuinte brasileiro”, disse o presidente. Segundo Bolsonaro, o dinheiro pode ser melhor empregado na construção de pontes e construção de malha rodoviária, por exemplo.




Fonte: Correio do Povo
Fotos
Comentários