RONDINHA - IPTU pode ser pago em até quatro vezes
Quando você paga o IPTU, Rondinha continua crescendo.
Publicado em 10 de junho de 2021
Compartilhar
A- A A+

Os contribuintes rondinhenses que optaram pelo pagamento parcelado do IPTU 2021 poderão fazê-lo em até quatro vezes, com o primeiro vencimento no dia 30 de junho.

O documento de arrecadação pode ser acessado no site da prefeitura, onde as guias podem ser impressas através do portal do contribuinte, com os dados do proprietário. Ainda no portal, há possibilidade de pagamento com cartão de crédito ou débito. Além dessas possibilidades, o contribuinte pode também fazer a retirada do carnê junto ao setor na sede administrativa.

De acordo o setor tributário do município, as condições disponíveis são:

1ª parcela com vencimento em 30/06;

2ª parcela com vencimento em 31/07;

3ª parcela com vencimento em 31/08;

4ª parcela com vencimento em 30/09.

O secretário da Fazenda, Tobias Vissotto, explicou a importância do IPTU para a cidade. “O pagamento do IPTU é muito importante, pois ele impacta na qualidade de vida da população ou em qualquer quesito que a prefeitura possa investir, educação, saúde, melhorias de infraestrutura, etc. Então, é fundamental que esse pagamento seja feito para que Rondinha continue sendo uma cidade ordeira, bonita e bem organizada.”, afirmou o secretário.

Quando você paga o IPTU, Rondinha continua crescendo

IPTU é a sigla para Imposto Predial e Territorial Urbano, voltado para quem é proprietário de um imóvel, seja casa, sala comercial, terreno, apartamento, etc., para pessoa física ou jurídica, se trata de uma Lei Federal e sua constitucionalidade é prevista no artigo 156, inciso I, da Carta Magna/1988.

Porque pagar?

Esse tributo é utilizado em prol da própria comunidade, conforme escrito e determinado na Constituição Federal e é dividido em investimentos em diversas áreas.

Por isso, é muito importante manter o pagamento desse tributo em ordem, sem contar que em caso de falta de pagamento do IPTU acarreta na inscrição do contribuinte na Dívida Ativa, entre outras consequências.



Fonte: Assessoria de Comunicação
Fotos
Comentários