A Importância do CRAS na Assistência Social
Mirtes Pitol Braga é a Coordenadora do CRAS de Rondinha.
Publicado em 14 de maio de 2021
Compartilhar
A- A A+

O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) é a porta de entrada da Assistência Social, local onde são oferecidos os serviços socioassistenciais com o objetivo de fortalecer a convivência com a família e com a comunidade, mas para que isso ocorra é de fundamental importância que Poder Público e claro, a Secretaria de Assistência Social, mantenham fortificadas as relações comunitárias, uma vez que é a partir daí, dessas mediações e afinidades dos entes público que será organizada e potencializada tal política pública social, que atenderá principalmente a população com necessidades ou vulnerabilidades.

O CRAS é responsável por serviços socioassistenciais da Proteção Social Básica do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) nas áreas de vulnerabilidade e risco social do município de Rondinha-RS.

Localizado na Rua José Ticiani, o CRAS de Rondinha é coordenado por Mirtes Pitol Braga, que tem mais de 7 anos de experiência em funções de assistencialismo social.

Mirtes afirma que o CRAS possibilita o acesso da população aos serviços, benefícios e projetos de assistência social, tornando-se uma referência para a população local e para os serviços setoriais.

A coordenadora ressalta ainda, que este trabalho é realizado através da acolhida, das pessoas que chegam até o CRAS, sendo esta ação presente em todos os serviços, programas e projetos socioassistenciais, em especial na oferta pública do trabalho social com famílias por meio do serviço de Proteção e Atendimento Integral a Famílias (PAIF) e do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

“Considerando o momento delicado em que estamos vivenciando em virtude do COVID-19, estamos sendo obrigados a reinventar o nosso cotidiano. Assim também é com as ações desenvolvidas no CRAS através dos grupos do PAIF – Serviço de Proteção e Atendimento Integral as Famílias, SCFV -  Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos que são compreendidos por faixas etárias onde se atende crianças, adolescentes, jovens, mulheres, idosos e pessoas com necessidades especiais”, enfatiza a coordenadora.

“Trabalhar no CRAS como coordenadora é um grande desafio, mas ao mesmo tempo é uma função extremamente gratificante, pois quando nós, juntamente com a Secretaria de Assistência Social, conseguimos atingir positivamente uma pessoa através de nossas ações, é uma grande alegria e um grande fator motivacional. Felizmente nós temos uma boa equipe de trabalho, além de ter autonomia e aval da Secretária de Assistência, Veridiane Finatto, que juntamente com a equipe, sempre nos auxilia na elaboração e execução dos projetos. Essa sintonia entre CRAS, Assistência Social, sempre com autorização do Prefeito Cantoni e Vice Pergher, nos possibilita realizar um trabalho mais humanizado, mais próximo da população e consequentemente realizar atividades que tenham impacto positivo em nossa comunidade”, finalizou Mirtes.



Fonte: Joel De Brito/DiárioRS
Fotos
Comentários