Ação de saúde é realizada nas comunidades indígenas de Engenho Velho, Ronda Alta, Constantina e Três Palmeiras
A previsão é de realizar os atendimentos nos espaços comunitários das aldeias para evitar aglomerações.
Publicado em 16 de dezembro de 2020
Compartilhar
A- A A+

Entre os dias 14 e 20 de dezembro, os indígenas que moram em aldeias do Polo Base Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, estão recebendo um reforço de atendimento das Equipe Volante da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) do Ministério da Saúde.

A equipe é composta por dois médicos, três enfermeiros e dois técnicos de enfermagem. Os atendimentos estão sendo realizados nas próprias aldeias e poderão beneficiar quase mil indígenas do Distrito Sanitário Especial indígena (DSEI) Interior Sul.

A SESAI enviou mais de 31 mil itens de insumos para a missão, entre eles medicamentos e Equipamentos de Proteção Individual (EPI). Os atendimentos estão sendo realizados nos espaços comunitários das aldeias para evitar aglomerações e atender também as comunidades indígenas dos municípios de Engenho Velho, Ronda Alta, Constantina e Três Palmeiras.

Os indígenas da região já são atendidos, regularmente, pela Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena (EMSI) do DSEI nas Unidades Básicas de Saúde Indígena (UBSI) e em visitas domiciliares, mas receberão o reforço da Equipe de Saúde Volante da SESAI para garantir mais atendimentos na Saúde Indígena durante o período da pandemia. A equipe tem viajado o Brasil promovendo atendimento a indígenas de todo o país.

O DSEI Interior Sul abrange áreas indígenas nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com sede situada no município de São José (SC), na região metropolitana de Florianópolis (SC). São 82 municípios com áreas indígenas em sua área de abrangência, sendo a população composta por 78% de indígenas da etnia Kaingang.




Fonte: Ministério da Saúde/Saúde Indígena
Fotos
Comentários